segunda-feira, 25 de outubro de 2010

Passo a passo aprenda a desenhar

Olá amigo do Autoblog.
O post desta semana será dedicado a continuação do Desenhando Carros – Parte 1. Para quem praticou bastante o desenho com a técnica do overlay, agora já pode partir para o trabalho na folha em branco, partindo do zero mesmo.
O exemplo que vou mostrar foi desenvolvido para ser um superesportivo, portanto possui linhas mais baixas e longas. Como é de padrão nos esportivos também, a linha de cintura do carro é mais larga que a área envidraçada. Mas deixando a conversa de lado, vamos para a prática.
Você irá precisar de algumas folhas em branco, lápis ou lapiseira, paciência e muita criatividade.
O primeiro passo é traçar a linha média do carro. Neste exemplo como o carro terá uma visão em ângulo, em perspectiva, imaginamos uma frente mais alongada que a traseira e uma parte central média. Agora vamos começar a usar as técnicas de proporção aprendidas na parte 1.

Feito os traços inicias, teremos a nossa base (que poderá ser modificada, como o nome já diz, é apenas uma base). Partindo para a etapa número 2 vamos traçar a área das janelas e delimitar a área do capô. Como é um esportivo, repare que o capô é alongado, o teto é baixo e existem “ressaltos” nos pára-lamas laterais para as grandes rodas que este modelo irá ter.

Com as janelas e a base do capô desenhados, a fase três será efetuada adicionando linhas de “músculos” do corpo do carro, claro que sempre respeitando os eixos (X, Y e Z) do modelo. Basicamente é a tradicional proporção em ação. Repare que a primeira e a última linhas definem o centro das rodas, para quando elas forem adicionadas ao desenho.

Já que as rodas foram citadas no passo acima, este é o momento para adicionarmos os “aros” em nosso desenho. Use como base de centro as linhas anteriormente traçadas e use novamente da proporção e perspectiva, isso é, a roda dianteiro será ligeiramente maior que a traseira. Caso a traseira seja de um aro maior, as duas poderão apresentar o mesmo tamanho. Faça testes e escolha a melhor opção de design para seu modelo.

Com as rodas traçadas e alinhadas, este será o momento de adicionarmos profundidade a elas. Para isso vamos “empurrar” o centro do circulo e traçar linhas até a borda, como demonstra a figura do passo 5.

Após os traços estarem definidos, teremos a base para formarmos o desenho da roda e este será o passo 6, onde iremos dar forma a roda. O modelo escolhido foi uma formato estrela que começa fino no meio da roda e se alonga até chegar à borda do aro.

Sei que as rodas não devem estar sendo algo fácil de conseguir ser obter uma boa proporção, então vamos desfocar um pouco delas e adicionar um item que trará um pouco mais de realidade ao modelo. Vamos adicionar um painel no interior do veículo. No ângulo escolhido o painel teve destaque na bolha dos instrumentos e no volante, como demonstra a imagem do passo 7.

Adicionado o interior, agora podemos voltar as rodas, elas ficaram muito bonitas, mas nitidamente ainda faltam partes nela, como a borda interna. Este será o passo 8, a adição desta borda, nada muito complicado. A principio apenas se diminui o curvatura do aro principal e se “fixa” este novo aro no dentro das linhas traçadas no passo 3. Caso você fique com dúvidas, confira o resultado na imagem abaixo:

Finalmente nossas rodas estão terminadas e nosso modelo começa a tomar formas. Mas algo primordial para quem tem belas rodas é a adição de pneus. Para adicionar os pneus, é só fazermos o processo contrário da adição da borda interna da roda, fazendo uma elipse maior do que a do aro principal, conforme demonstra a imagem do passo 9. Além disso, neste passo será adicionada a base do carro que irá determinar a altura do nosso esportivo.

Já temos rodas e pneus prontos, então vamos adicionar algumas sombras dentro da caixa de rodas, além disso, este será o momento para adicionarmos a banda de rodagem dos pneus. Lembre-se que estamos trabalhando em um sketch, e aqui nada precisa ser perfeito, este é um esboço de design. Claro que linhas de proporção e ângulos devem ser cuidados, mas nada impede de cometermos pequenos erros.

No próximo passo iremos adicionar detalhes ao nosso modelo tais como: frisos laterais, sombras na área envidraçada, alguns vincos, etc…

Com estes detalhes, nosso carro já tem cara de esportivo, mas nossa frente está um tanto tímida. Então agora iremos delimitar a área dos faróis dianteiros. Além disso, alguns traços do capô foram mais definidos. Detalhes que podem acontecer no meio do projeto, mesmo sem serem previstos.

Adicionada a área de nossos faróis, poderemos adicionar as lentes refletoras do mesmo. Em nosso exemplo foi usada a idéia dos “projetores” faróis que tem uma espécie de lente de aumento na frente que dá uma nova forma à iluminação.

O passo 14 consiste na adição de uma fina linha na faixa  média do corpo. Esta faixa será usada como guia para adicionarmos o resto dos conteúdos da dianteira, assim como as sombras que serão desenhadas mais adiante.

No passo 15 será adicionada a linha principal das sombras, baseado na linha feita no passo anterior. É importante destacar o detalhe da sombra em áreas como, por exemplo, o alargamento das caixas de roda, este sombra é que irá definir o quando esta área mede.

Neste momento iremos adicionar as entradas de ar no pára-choques dianteiro do nosso esportivo. Repare como a entrada central toma como base a linha anteriormente traçada. Isso acontece, pois temos uma frente “baixa” e uma enorme entrada de ar. Mas nada impede da posição dos mesmos serem alterados, mas lembre-se as sombras ocorrem normalmente nas áreas onde existe curvas, e entradas de ar em curvas nem sempre caem bem no design de um carro.

Adicionada as entradas de ar em duas devidas proporções e profundidades, será necessário o preenchimento destas áreas com alguma textura. Neste exemplo foram traçados traços que formam vários “X” fazendo uma espécie de colméia. Esta grade frontal nem sempre será usada ali, por exemplo, poderá ser adicionado um intercooler neste local.

Com as sombras e grades nos seus devidos lugares é chegado um dos momentos mais importantes do sketch, a definição de da linha de sombra. Primeiro vamos deixar mais escura a linha traçada no passo 15.

Nosso superesportivo já tem muita personalidade, mas ainda faltam alguns passinhos de sombreamento. Portanto no passo 19, iremos adicionar linhas que com um traço mais forte representam áreas mais escuras e que na medida em que vão descendo irão ficando mais claras. Repare nas sombras das áreas de entradas de ar, vincos nas portas, fim do corpo do carro na lateral, etc…

No passo 20 vamos começar a adicionar o último trabalho de sombreamento do veículo como no capô, e na baixa da cintura média para cima. Uma dica é fazer alguns traços não muito fortes e espalhar o grafite com o dedo, assim você obterá uma cobertura mais homogênea.

Por fim, o nosso último passo, será a remoção dos excessos de sombra. Compare a imagem do passo 21 com a imagem do passo acima e veja como as sombras estão mais suaves e sutis demonstrando que são linhas apenas para definir alguns detalhes. Esses preenchimentos não devem atrapalhar o design do carro.

Pronto aprendeu a desenhar comenta ai

3 comentários:

  1. Se aprenderam a desenhar comigo postém um comentário e pode falar sobre outrar coisas também obrigado


    ass:Alecsandro
    dono do blog

    ResponderExcluir
  2. Olha aê... que orgulho rsrsrs!!
    parabens...
    naum aprendi desenha com vc mais seu blog amigo ta otimo...

    ResponderExcluir